Jornais espanhóis criticam sistema complicado e caro para pagar portagens nas Scut

20 10 2010

Cinco dias após o início da cobrança de portagens nas antigas SCUT, os jornais espanhóis continuam a dar voz às críticas dos automobilistas, sobretudo galegos, ao “complicado” e “caro” sistema implantado no litoral norte português.

O diário galego Faro de Vigo, por exemplo, salienta que a introdução do “complexo sistema de ‘teleportagem’” nas autoestradas Norte Litoral (A28) e Grande Porto (A41 e A42) “obriga a adquirir um dispositivo eletrónico em todos os trajectos directos” ao aeroporto Sá Carneiro e ao Ikea, dois locais muito procurados pelos visitantes da Galiza.

“A única alternativa rápida para chegar ao Porto sem necessidade de comprar o ‘chip’ passa pela autoestrada A3 desde Valença (15,7 euros de portagem ida e volta)”, realça o Faro de Vigo, notando que, contudo, para se fazer o trajeto final até ao aeroporto, é necessário percorrer estradas muito congestionadas, correndo-se o risco de perder o voo.

O diário El Mundo também fez as contas e concluiu que Portugal implementou “a portagem mais cara e caótica do Mundo”, dado que viajar da Galiza para o Porto implica pagar 77 euros por um percurso de 76 quilómetros.

Num artigo de opinião publicado domingo no Xornal de Galicia, o jornalista López Prado considera a implementação do novo sistema de portagens no Norte de Portugal “um autêntico assalto”.

 Fonte: LUSA


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: