Armindo Abreu considera suspensão das obras na Linha do Tâmega inaceitável e solicitou reunião com ministro das Obras Públicas

14 07 2010

 

O presidente da câmara de Amarante, Armindo Abreu, considera “inaceitável e incompreensível” a suspensão das obras de modernização da Linha do Tâmega e a electrificação da Linha do Douro. Apesar de ainda não ter sido informado oficialmente pelo Governo da suspensão destas obras, que considera estruturantes para a região, Armindo Abreu diz que, a ser uma realidade, o executivo central deveria ter informado as autarquias e explicado as causas da decisão. Por isso mesmo, vai solicitar uma reunião com o ministro das Obras Publicas para que esta suspensão seja explicada.

Armindo Abreu lembra que esta linha tem já um passado caricato, e recorda os últimos acontecimentos envolvendo a linha centenária, alvo de recentes comemorações.

O autarca compreende que o país atravessa um período difícil em termos económico-financeiros, no entanto diz que não faz sentido a região voltar a ser sacrificada.

Refira-se que contactada pela Lusa, a assessoria de imprensa do Ministério das Obras Públicas esclareceu que, devido às limitações orçamentais impostas pelo Programa de Estabilidade e Crescimento, a tutela recomendou às empresas públicas do sector para que enviassem os novos planos de investimento, pelo que todas as obras previstas aguardam novas orientações.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: