Suspensão de concursos para electrificação do troço Caíde-Marco revolta autarca marcoense

6 07 2010

O presidente da Câmara do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, está “revoltado e indignado” com a decisão do Governo de suspender os concursos para a electrificação e modernização do troço Caíde-Marco da linha-férrea do Douro.

Manuel Moreira disse que soube ontem pelas empresas concorrentes que a Refer – Rede Ferroviária Nacional – lhes comunicou a suspensão dos concursos, o que considera uma decisão de “grande gravidade”.

Em declarações à NFM, Manuel Moreira recorda que a obra há muito prometida deveria ser executada durante o Verão, mas mais uma vez o Governo sacrifica a região com a decisão de suspender a obra.

O autarca refere ainda que Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, que reúne 12 câmaras, irá “tomar iniciativas” de contestação desta decisão, lembrando que já enviou uma carta ao primeiro ministro, José Sócrates, “a exigir que os concursos fossem concluídos e a obra fosse iniciada no verão”, mas não recebeu qualquer resposta.

Manuel Moreira espera agora ser recebido pelo ministro das Obras Públicas, António Mendonça e promete não cruzar os braços caso o governo não recue.

A concretizar-se a suspensão do projecto de electrificação, os utentes continuarão a ser obrigados a fazer transbordo em Caíde. A partir daquela estação e até ao Marco de Canaveses a linha não está electrificada.

O serviço é assegurado por velhas automotoras a gasóleo, que avariam com frequência e demoram muito mais tempo a cumprir o trajecto. A situação está mesmo a afectar as empresas locais, sem um meio de transporte eficaz.


Ações

Information

2 responses

6 07 2010
Francisco Monteiro

O sr. Presidente da Câmara diz que está revoltado pela suspensão da electrificação, gostaria de saber como se sentia se tivesse de utilizar o comboio todos os dias como os restantes utentes marcoenses?

A electrificação foi uma promessa feita pela anterior secretaria dos transportes Dra. Ana Paula Vitorino, na presença dos Presidentes de Câmara de Marco e Amarante e alguns Presidentes de Junta dos dois concelhos, por isso entendo que logo que a Dra. Ana Paula Vitorino foi substituída, deveriam ter pressionado o governo para a conclusão desta obra, assim como a linha do Tâmega, que também afecta muitos marcoenses, só agora depois do governo as ter congelado é que se lembram de fazer pressão, agora já é tarde de mais.

A Câmara do Marco na pessoa do seu Presidente, também deveria de ter mais consideração pela comissão de utentes, mas esta passa-lhe um pouco ao lado, ele lá saberá as razões, pois foram estes os primeiros a lutar pela conclusão das obras e da electrificação, entre Caíde/Marco, porque são estes que utilizam o comboio todos os dias e para além de pagarem assinatura entre Marco/Porto, muitas vezes tem de vir apanhar o comboio a Caíde ou Penafiel para assim chegarem a horas aos seus empregos. Não é como vi na comunicação social que foram outros os grandes impulsionadores, não sei de quê. Quando foi preciso tomar medidas concretas como o corte de linha que a comissão fez, não vimos esse grande impulsionador, nem a câmara dar a cara porque seria? a resposta cada um que tire as suas ilações.

os meus cumprimentos.

11 07 2010
Jorge

É com muita admiração que fico a saber que o Presidente da Câmara do Marco, Manuel Moreira está revoltado e indignado com a decisão do governo em suspender a modernização do troço Caíde-Marco, da linha férrea do Douro, visto que, até ao momento nada fez nesse sentido.
Pelo que sei, a Comissão de Utentes tudo tem feito para levar a bom porto estas obras, tais como, cortes de linha, cartas, ofícios… para diversas entidades, nomeadamente para as Câmaras do Marco e de Amarante, sendo estas uma mais valia para conseguirmos finalmente, a tão desejada ligação. Mas, na verdade, estas nunca se mostraram disponíveis para tomar alguma atitude, ou simplesmente receber a Comissão de Utentes que querem realmente fazer algo pelos Marcoenses e Amarantinos.
E agora que indignação e revolta é esta depois de o mal estar feito?
Com grande tristeza minha eu tenho uma resposta:
– Menos festas, fotografias, pouse e muito mais trabalho!
Cumpram com as promessas eleitorais, pois é para isso que recebem e para o qual foram eleitos pelo povo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: